Início > Pensamentos > Sermões não proferidos de George MacDonald

Sermões não proferidos de George MacDonald

Trecho de Sermões Não Proferidos de George MacDonald

O amor é uno. O amor é imutável.

Pois o amor ama ser puro. O amor sempre visa a beleza absoluta do objeto contemplado. Onde a beleza é incompleta, e o amor não pode amar na medida da sua capacidade, ele ocupa-se em tornar mais belo seu objeto para poder amar mais. Esforça-se para obter a perfeição até que ele mesmo possa ser aperfeiçoado – não em si mesmo, mas no objeto.

Como foi o amor que no início criou a humanidade, até o amor humano, na proporção da sua divindade, continuará criando o belo para seu próprio extavasamento.

Nada há de eterno a não ser aquilo que ama e pode ser amado, e o amor é uma escalada em busca da consumação, quando assim será o universo, imperecível, divino.

Categorias:Pensamentos Tags: , ,
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: